Você está aqui: Página Inicial > Campus > Abreu e Lima > Notícias > MEC autoriza construção da sede definitiva do Campus Abreu e Lima

Notícias

MEC autoriza construção da sede definitiva do Campus Abreu e Lima

Anúncio foi feito durante solenidade realizada no terreno em que será erguida a nova unidade
por publicado: 26/09/2018 11h26 última modificação: 26/09/2018 11h26

Na manhã desta segunda-feira (5), o Ministro da Educação, Mendonça Filho, assinou a ordem de serviço para a construção da sede definitiva do IFPE Abreu e Lima. Na ocasião, também foi assinada a portaria autorizando o funcionamento da unidade.

A solenidade, que contou com a presença de diversas autoridades, aconteceu no terreno doado pela prefeitura, localizado às margens da BR-101 (por trás do Mercado Municipal de Abreu e Lima), local em que será erguido a nova sede do campus. A obra está orçada em quase R$ 14 milhões.

Com prazo de conclusão de até 18 meses, o prédio deverá ser entregue até o primeiro semestre de 2019. O novo campus terá seis mil metros de área construída e capacidade para atender 1200 estudantes. Atualmente, o campus oferta em sua sede provisória, localizada no Colégio São José, os cursos Técnicos de Enfermagem e Segurança do Trabalho e atende cerca de 200 alunos.

A cerimônia foi aberta pela diretora-geral do campus, Fátima Cabral, que comemorou o anúncio da obra.

Segundo o prefeito Marcos José da Silva, há anos esse anúncio era esperado por todos os moradores do município. “É o futuro que Abreu e Lima recebe nesse momento, por que somente através da educação que o Brasil pode mudar de cara e mudando assim será melhor para o futuro da nossa gente”, destacou.

A reitora Anália Ribeiro declarou estar alegre com a ocasião. “A gente lida com educação na ponta e sabe que toda experiência humana precisa de espaço e tempo para acontecer. Essa assinatura faz parte de um conjunto de ações que visa expandir e qualificar o espaço dedicado à educação no Instituto Federal de Pernambuco”, ressaltou.

Ao apresentar um pouco a missão da Instituição, a reitora fez uma alusão a alguns pontos do artigo primeiro da Constituição. “No IFPE, nós provemos uma formação sólida em nível técnico, superior e pós-graduação. Nosso pré-requisito básico é formar cidadãos e cidadãs com foco na dimensão laboral das pessoas. Temos também que dar instrumentos como Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia das pessoas serem quem elas quiserem ser”, afirmou Anália.

De acordo com o ministro Mendonça Filho é necessário ampliar o acesso e a qualidade da educação, dotando o campus de uma unidade mais adequada para receber os estudantes. “Estamos comemorando e marcando o início das obras do Campus Abreu e Lima, que com certeza contribuirá de forma muito decisiva para a inserção de jovens no mercado de trabalho para toda área norte da região metropolitana”, pontou o ministro.