Você está aqui: Página Inicial > Campus > Afogados > O Campus

O Campus

por Hugo Ferreira publicado 05/10/2015 18h03, última modificação 15/06/2016 15h21

Inaugurado em agosto de 2010, o Campus Afogados da Ingazeira se constituiu em pouco tempo como um dos principais celeiros de mão de obra qualificada do Sertão do Pajeú. A instalação da unidade no meio do semiárido pernambucano foi uma conquista possibilitada pela segunda fase da expansão da Rede federal de Educação Profissional e Tecnológica, o que gerou um poderoso impacto sobre o desenvolvimento socioeconômico da região, formada por 20 municípios e cerca de 330 mil habitantes.

Construído dentro de uma área de 13 hectares, o Campus oferece um ensino público, gratuito e de qualidade para moradores de Afogados e das cidades vizinhas em modalidades que vão desde o Ensino Médio até a Educação de Jovens e Adultos. São dois cursos técnicos integrados (Informática e Saneamento), três subsequentes (Agroindústria, Eletroeletrônica e Saneamento), além de mais dois de qualificação profissional (Operação e Manutenção de Computador e Panificação e Confeitaria), todos inseridos nas áreas de produção alimentícia, informática, infraestrutura e controle e processos industriais.  

No Campus o estudante poderá encontrar uma estrutura adequada e moderna para o desempenho de suas atividades. São dez salas de aula, biblioteca, dois laboratórios de informática equipados com computadores de última geração, além de mais 15 laboratórios técnicos para áreas específicas, como agroindústria, eletrotécnica, físico-química, topografia, entre outros.

Os ambientes são propícios não só para realização das aulas tradicionais, mas também para as atividades de pesquisa, um dos pontos fortes do Campus Afogados, que conta com um corpo docente altamente qualificado, entre mestres e doutores. São 50 professores dos quais, pelo menos, 15 desenvolvem projetos de pesquisa junto com os alunos e incentivam a participação em congressos científicos

Muitos desses trabalhos geram um retorno direto não só para os estudantes mas para os municípios atendidos. O Campus é reconhecido por desenvolver produtos alimentícios inovadores, sempre utilizando ingredientes típicos da região onde está inserido. Pesquisas na área de Saneamento e meio ambiente, por exemplo têm contribuído para melhoria da qualidade da água que abastece comunidades da região, atuando, consequentemente, na prevenção de doenças e melhorando a qualidade de vida da população.

O mesmo ocorre com os projetos de extensão que possuem um impacto imediato na qualidade de vida da comunidade. Ações desenvolvidas na unidade tem destaque na preservação do patrimônio cultural da cidade e no controle de qualidade da produção do leite e da cachaça, produtos típicos da região do Pajeú.