Você está aqui: Página Inicial > Campus > Afogados > Notícias > Sucesso em 2017, PROIFPE retorna às atividades no campus Afogados

Notícias

Sucesso em 2017, PROIFPE retorna às atividades no campus Afogados

Dos 30 alunos matriculados no ano passado, 17 foram aprovados nos cursos do instituto.
por publicado: 20/03/2018 19h07 última modificação: 20/03/2018 19h37
A nova turma do PROIFPE com a professora Zaine

A nova turma do PROIFPE com a professora Zaine

Iniciaram-se nesta terça (20), no Campus Afogados da Ingazeira, as aulas da nova turma do Programa de Acesso, Permanência e Êxito do IFPE (PROIFPE). Com 40 alunos, esta turma se destina a estudantes matriculados na 8ª série (9º ano) do Ensino Fundamental, que tenham cursado as três últimas séries em escolas da Rede Pública de Ensino estadual ou municipal, e que pretendam ingressar em um dos Cursos Técnicos Integrados do IFPE, público específico do eixo Acesso. O programa, que oferece aulas de Português, Matemática e Conhecimentos Gerais (Ciências, História e Geografia), conta com a parceria da Secretaria Municipal de Educação para, junto às escolas, selecionar os estudantes contemplados com o PROIFPE.

Em 2017, o programa foi um sucesso. Dos 30 alunos inicialmente matriculados na turma, 17 foram aprovados nos cursos técnicos de nível médio (integrado) de Saneamento e Informática do instituto. Camila Almeida, do 1º período de Saneamento, veio da escola Ana Melo e é umas dessas estudantes novatas. Ela diz que o PROIFPE abriu novos conceitos e trouxe uma forma diferente de ver o ensino, focalizando nos conteúdos exigidos para a prova e possibilitando enxergar como seria estudar na instituição. "Antes eu via que ser estudante do IFPE era uma realidade bem diferente da que eu imaginava, como se eu não pudesse ter acesso. Pensei que não ia ser aprovada, mas aí depois que passei consegui mudar minha concepção de que é possível sim. É maravilhoso ser estudante do IFPE, porque mostra o quanto você se dedicou para estar hoje aqui, e permanecer nele é uma questão de estudo. É um sonho realizado", destaca Camila.

Daniel Eufrásio, do 1º período de Informática, veio da escola Domingos Teotônio e revela que o programa deu um grande reforço nas matérias do vestibular, as quais serviram de base também para o seu curso, além de ajudá-lo a conseguir desenvolver um ritmo de estudo mais intenso na sua rotina. "Eu sempre tive vontade de estudar aqui. E agora consegui. O bom é saber que o IFPE não é uma simples escola que você só vem pra estudar. Aqui você pode ler, ter um auxílio dos professores quando precisa, ir para a biblioteca, ter acesso a computadores. O IFPE permite que eu possa pensar mais no meu futuro, e minha expectativa é de um dia ser programador", complementa Daniel. 

A professora Maria Marta Souza de Magalhães, Coordenadora do PROIFPE no campus Afogados da Ingazeira, reforça a importância do programa não só para os alunos, como também para toda a região próxima à instituição. "O PROIFPE permite que haja a inclusão social, o que acaba beneficiando a comunidade e engajando-a a estar mais próxima do IFPE. É gratificante gerar condições para que alunos que não possuam recursos suficientes ingressem na instituição, e saber que eles podem retornar à essa região como profissionais qualificados é bastante recompensador para nós e para a própria comunidade", ressalta a coordenadora.