Você está aqui: Página Inicial > Campus > Garanhuns > Notícias > IFPE Campus Garanhuns completa uma década de história

Notícias

IFPE Campus Garanhuns completa uma década de história

Há 10 anos o IFPE Campus Garanhuns iniciava suas atividades, e desde então se tornou referência na oferta de educação pública, gratuita e de qualidade
por publicado: 28/08/2020 17h03 última modificação: 28/08/2020 17h15

O Campus Garanhuns, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (IFPE), celebra 10 anos de existência. No domingo, dia 23 de agosto, o campus completou uma década de serviços prestados a Garanhuns e ao Agreste Meridional, levando aos mais diversos públicos educação laica, pública, gratuita e de qualidade.   

Sua história é marcada por muitas lutas, como conta o reitor do IFPE e ex-diretor-geral do Campus Garanhuns, de 2011 a 2020, Prof. José Carlos de Sá Junior. “É importante destacarmos que essa primeira década do Campus Garanhuns traz uma história de lutas, de superação das dificuldades iniciais, e de muito trabalho para se manter firme perante as suas vocações, dentro de seu projeto de implantação na cidade de Garanhuns, visando beneficiar toda a região.”

José Carlos vê na implantação do processo de verticalização do ensino uma das mais importantes marcas da primeira década do Campus Garanhuns. “É imprescindível destacar o sucesso da implantação do processo de verticalização do ensino no Campus. Garanhuns rapidamente ampliou a oferta de cursos: passou dos subsequentes para os integrados, e, em seguida, para os superiores e as pós-graduações. Assim, ocupou um espaço muito importante no sistema educacional da região, e segue hoje em posição de destaque. Avalio que o Campus Garanhuns se mantém firme, ao longo dos anos, no propósito de formar e transformar vidas, permanecendo fiel à missão de ajudar a construir uma sociedade mais justa e igualitária.”

Umas das lutas citadas na fala do reitor foi o desafio para a construção sede definitiva do Campus, devido a falência da construtora. Por este fato, o início das atividades na atual sede só veio a acontecer em julho de 2012, dois anos após a aula inaugural. Durante este período, o campus teve como sedes provisórias o Colégio XV de Novembro (atividades acadêmicas) e o antigo Fórum Municipal (atividades administrativas).

“Quando cheguei aqui era terra batida: não tinha plantas. Aos poucos, transformamos a aparência. O visual ficou melhor: muitas plantas, muita cor e tudo bem arbustivo. A gente está trabalhando em prol de diversificar ao máximo os tipos de plantas e é nisso que eu quero contribuir: embelezar a cada dia mais o nosso IF e poder influir na formação dos alunos que passam por aqui.” O relato do jardineiro do Campus Garanhuns, Jurandir José dos Santos, apresenta um dos primeiros desafios na nova casa: transformar um grande espaço árido, em alguns meses do ano, e muito encharcado em outros, em um espaço verde, arborizado e agradável para todos. Mas o reconhecimento do trabalho de Jurandir pela comunidade revela a qualidade transformadora de seu trabalho. “Ouço muitos elogios de todos e sou muito feliz com meu trabalho”, afirma.  

Mas não foi apenas a aparência do Campus Garanhuns que foi transformada ao longo dos anos. O diretor-geral do campus, Prof. José Roberto Amaral Nascimento, faz um apanhado geral desses 10 anos e avalia que a instituição avançou e se desenvolveu significativamente em uma década. “Iniciamos em 2010 com a oferta dos cursos técnicos subsequentes, em Meio Ambiente e em Informática. Em seguida, veio o curso técnico em Eletroeletrônica. A partir de 2012, passamos a ofertar turmas dos cursos técnicos integrados ao Ensino Médio nas mesmas áreas. Em 2016, ofertamos a nossa primeira pós-graduação: Inovação e Desenvolvimento de Software para WEB e Dispositivos Móveis. Em 2017, foi a vez do Bacharelado em Engenharia Elétrica se tornar a primeira graduação ofertada no campus. Nossas mais recentes conquistas foram em 2019, abrimos a graduação de Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e mais uma pós-graduação lato sensu em Linguagem e Práticas Sociais”, apresenta.

Atualmente, o Campus Garanhuns ofertas anualmente cerca de 500 vagas distribuídas entre os cursos técnicos, as graduações e as pós-graduações. Cerca de 5 mil estudantes já foram acolhidos pela instituição. Hoje, são 1.200 estudantes em formação e 120 servidores, entre docentes, técnico-administrativos e terceirizados. “Os números mostram o quanto o IFPE Garanhuns tem contribuído para o desenvolvimento pessoal e profissional desses que por aqui passaram, e daqueles que por aqui estão, através da consolidação das ações do tripé ensino-pesquisa-extensão. Contribuições essas que reforçam o nosso compromisso com o desenvolvimento de Garanhuns e demais municípios do Agreste Meridional nesses últimos 10 anos”, destaca Amaral.

Mesmo sendo um campus de vocação tecnológica, industrial, a instituição sempre teve uma forte ligação com a arte, a cultura, as comunidades tradicionais indígenas e quilombolas, com programas voltados ao desenvolvimento da arte, da música, buscando uma formação holística para seus estudantes. “A cultura está muito presente no campus. O trabalho feito na área musical pelo Prof. Osman, a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia feita em parceira com a Semana de Arte e Cultura, o trabalho de articulação com as comunidades quilombolas; então a arte e a cultura nunca deixaram de estar presentes no campus, agregando valor humano a nossa vocação”, destaca Prof. José Carlos.

Para Mariana Xavier, Técnica em Eletroeletrônica formada no Campus Garanhuns, e bacharelanda em Engenharia Elétrica, as palavras-chave que definem o IFPE em sua vida são transformação, evolução, gratidão. “Desde 2013, ano em que iniciei como estudante do integrado, tenho acesso a intensas aprendizagens, diversas formas de conhecimento, um ensino de qualidade, tanto nas disciplinas básicas, como nas disciplinas técnicas, através de professores excelentes que se utilizam de diversas metodologias de ensino, além da qualidade dos laboratórios da instituição fazendo essa correlação da teoria com a prática característica do meu curso. Aqui pude perceber que poderia fazer ciência, que era algo que eu nunca imaginei. Posso afirmar que o IFPE transformou de fato a minha vida e ainda continua a me proporcionar mudanças muito positivas, o que me faz ter um carinho enorme por essa instituição.”

Comemorações - O IFPE Campus Garanhuns prepara-se para realizar diversas atividades comemorativas ao longo deste novo ciclo. Um evento on-line está sendo montado pela comissão organizadora dos 10 anos, para o final do mês de setembro, e diversas ações alusivas serão organizadas a cada quatro meses pelas coordenações de curso.