Você está aqui: Página Inicial > Campus > Garanhuns > Notícias > IFPE Garanhuns lança publicação no 26º FIG

Notícias

IFPE Garanhuns lança publicação no 26º FIG

“Crônicas de possibilidades” está na programação da Praça da Palavra e do projeto Outras Palavras
por publicado: 28/07/2016 20h08 última modificação: 28/07/2016 20h26

Os estudantes do IFPE Garanhuns e autores da antologia “E se... Crônicas de possibilidades” apresentaram ao público do 26º Festival de Inverno de Garanhuns (FIG) a publicação escrita por eles, nesta quinta-feira (28).

Pela manhã, no auditório da Câmara dos Vereadores, quatro dos dezesseis autores, além do professor orientador, André Padilha, apresentaram aos estudantes, educadores e amantes da literatura o processo de produção, correção e edição das crônicas, como parte integrante das ações do projeto Outras Palavras, da Fundarpe.    

O projeto que visa facilitar o acesso de estudantes e professores a recentes produções literárias de Pernambuco e publicações especiais com reportagens sobre Patrimônios Vivos, mestres e grupos da cultura popular pernambucana. O IFPE é parceiro do projeto desenvolvido pela Fundarpe e Secretarias de Educação e Cultura do Estado de Pernambuco e a publicação dos estudantes do Campus Garanhuns agora integra os Kits distribuídos nas escolas da rede pública de ensino.   

Os estudantes apresentaram, como forma de estimular nos alunos convidados o gosto pela produção literária, os desafios para a elaboração dos textos. Gabriel Alves Rocha, um dos autores selecionados para a apresentação, relatou que um dos maiores desafios foi escrever sobre algo que de fato não existe, como a existência de dois sóis, tema de sua crônica.

“Pensei em iniciar o processo de pesquisa pela Internet, mas pesquisar algo que não existe é um grande desafio. Me senti (sic) muito estimulado a refletir, pensar sobre o tema o que acabou me trazendo reflexões sobre o sol, em si, problemas como aquecimento global, poluição, desmatamento, tudo isso para falar sobre a possibilidade da existência de dois sóis”, explica.

Sobre a sensação de ver seu texto publicado em livro, a estudante Inês Alessandra Alves reconhece ser um grande feito. “Ter em um livro um texto meu e poder mostrar isso aos meus amigos é uma grande oportunidade”.

Os presentes no auditório interagiram com perguntas aos autores. A curiosidade de Evanilde Leite, que esteve na platéia nesta manhã, foi saber se ao longo do processo os estudantes pensaram em desistir devido à rigorosa correção do orientador. Gabriel Alves foi enfático: “de fato o professor Padilha é visto como a ‘treva’ para muitos alunos do IF, mas eu acredito que ter um professor como ele é uma oportunidade única na vida de um estudante que deve ser agarrada com unhas e dentes. Não pensei em desistir em momento algum”, relata.

Para Padilha, a maior satisfação em ver o resultado final é fazer com que os estudantes se apropriem da escrita. “É muito gratificante ter em mãos uma publicação dos meus alunos, pois nada foi feito para minha autopromoção. O intuito era fazer com que os estudantes se apropriassem do que considero a grande tecnologia humana: a escrita”, afirma.

LANÇAMENTO - A Praça da Palavra, polo dedicado à Literatura no FIG, foi palco do lançamento oficial da publicação. Os presentes puderam conhecer um pouco da produção a partir dos relatos de André Padilha e da estudante e também autora, Maria Katarina Lopes.

A solenidade chegou ao fim com a distribuição de exemplares com os presentes e uma seção de autógrafos e fotos com os autores.

Escolas interessadas em ter a publicação integrando seu acervo bibliográfico devem enviar e-mail para o endereço eletrônico ascom@garanhuns.ifpe.edu.br

Confira cobertura fotográfica completa aqui.