Você está aqui: Página Inicial > Campus > Palmares > Notícias > Campus Palmares promove evento "Lugar de Mulher é na Tecnologia"

Notícias

Campus Palmares promove evento "Lugar de Mulher é na Tecnologia"

O encontro discutiu o lugar da mulher no setor de informática
por publicado: 11/03/2020 15h15 última modificação: 11/03/2020 15h32

Dezenas de estudantes do IFPE-Palmares participaram nesta quarta (11) do evento “Lugar de Mulher é na Tecnologia”, que se propôs a discutir e fomentar a presença e permanência femininas nessa área. O encontro aconteceu no próprio campus, e contou com a presença de convidadas de outras instituições.

O evento começou com a apresentação do slam (poesia em forma de crítica social) interpretado por Anália e Adrielle, alunas do instituto e membras do Núcleo de Arte e Cultura (NAC) do IFPE-Ipojuca. Após falarem sobre a solidão da mulher negra e dos altos índices de violência contra a mulher no país, as poetas arrancaram aplausos do público ao declarar que “a revolução está acontecendo e ela é feminista”.

Na sequência, aconteceu uma mesa redonda com cinco participantes: Ana Cláudia Lima e Milena Alves, ambas alunas do curso de Sistemas de Informática da UFPE e integrantes do Cintia (Grupo de Ciência e Tecnologia da Informação com Elas); a servidora Karina Moura da Silva, a professora Verlaynne Rocha Araújo e a aluna Evelyn Silva, do curso de Manutenção de Redes. As três atuam no IFPE-Palmares e participam do grupo IF Ladies, uma rede de apoio para meninas inseridas no ramo da tecnologia.

Entre outros aspectos, foi discutido durante o evento que o setor de informática ainda é um dos campos com maior predominância masculina em todo o mundo, e as mulheres que participam dele muitas vezes sofrem dificuldades ligadas ao machismo e à baixa representatividade. Nesse contexto, o Campus Palmares vem procurando realizar ações positivas para reforçar o empoderamento de estudantes, professoras e técnicas em informática. No encontro foi exposto também que a realidade local ainda está longe do ideal, mas há indícios animadores como o fato de que no curso de Manutenção de Redes tem havido boa procura e as vagas estão divididas equitativamente entre os gêneros.