Você está aqui: Página Inicial > Campus > Paulista > Notícias > Projeto de extensão do Campus Paulista é destaque na Revista IFPE Acontece

Notícias

Projeto de extensão do Campus Paulista é destaque na Revista IFPE Acontece

PROJETO.

A iniciativa é possível graças ao Núcleo de Práticas e Análises de Processos Gerenciais (NUPRAS).
publicado: 02/05/2016 17h56 última modificação: 04/05/2016 13h55
Rafaella Vasconcelos/Ascom IFPE Estudantes têm prestado consultoria júnior para órgãos públicos

Estudantes têm prestado consultoria júnior para órgãos públicos

O projeto de extensão do Campus Paulista, que oferece consultoria júnior na área de Gestão para órgãos públicos do estado, foi destaque na edição de abril da Revista IFPE Acontece. A matéria ressaltou como a iniciativa, desenvolvida pelo Núcleo de Práticas e Análises de Processos Gerenciais (Nupras), tem contribuído para o aperfeiçoamento dos processos gerenciais desses órgãos, além de desempenhar um papel fundamental na formação dos estudantes do curso técnico de Administração. 

Acesse aqui a versão digital da revista e confira abaixo a matéria publicada:

 

Novas formas de gerenciar

Estudantes do curso técnico em Administração do Campus Paulista prestam serviços de consultoria júnior e contribuem para dinamizar a gestão de órgãos públicos

Rafaela Vasconcellos
rafaela.vasconcellos@barreiros.ifpe.edu.br

Desde dezembro de 2015, IFPE-Campus Paulista tem prestado um serviço de consultoria júnior a hospitais da Universidade de Pernambuco (UPE). A iniciativa é possível graças ao Núcleo de Práticas e Análises de Processos Gerenciais (Nupras), um projeto de extensão que prepara estudantes do curso Técnico em Administração para atuarem como consultores em órgãos públicos e empresas parceiras.

A primeira experiência foi desenvolvida no Centro Integrado de Saúde Amauri de Medeiros (CISAM), no bairro da Encruzilhada, no Recife. Lá, 16 alunas e alunos do Campus Paulista trabalharam separados em duplas ou em trio, por setor, com o intuito de organizar e tornar mais eficiente o funcionamento da instituição. “A gente tenta descobrir o problema de cada setor e como um pode ajudar o outro, ou seja, como eles podem se comunicar melhor para garantir o melhor funcionamento do hospital”, revela Jaime Dayvisson Cavalcanti, 19 anos, do terceiro período do curso técnico em Administração.

Ele explica que, inicialmente, os alunos consultores do Nupras aplicam questionários, depois elaboram um funcionograma e um fluxograma, que permitem um conhecimento aprofundado da instituição, e, por fim, criam um Processo Operacional Padrão (POP), que padroniza as funções. “Tentamos aplicar, no cotidiano, as práticas e rotinas administrativas que aprendemos no curso. Colhemos informações para saber a função detalhada de cada setor e se as pessoas exercem mesmo as funções que o cargo exige”, conta ele.

E Caroline Bonifácio, 18 anos, do segundo período, completa: “A gente auxilia a sanar esses problemas, a ver onde cada funcionário desempenha melhor sua função a partir das habilidades de cada um”. Se, para as instituições envolvidas, a consultoria do Nupras ajuda no aperfeiçoamento das atividades, para as alunas e os alunos consultores, a experiência tem contribuído decisivamente para a formação profissional. “A gente está vendo a teoria na prática a partir do projeto. Quando entrei no IFPE, não imaginava que teria algo assim. Pensei que veria só a teoria e que correria sozinha por um estágio. Agora, temos uma responsabilidade enquanto profissionais”, compartilha Ainõa Samella, 19 anos, estudante do segundo período.

De acordo com o professor Saulo Medeiros, que coordena o projeto junto com a professoraAlba Barbosa, além de o Nupras oferecer uma inserção dos estudantes no mercado de trabalho, cumpre uma demanda recorrente dentro do IFPE, de conceber uma consultoria júnior. “A ideia inicial é fazer esse trabalho nos hospitais da UPE, mas já temos cinco empresas aqui  no município do Paulista que estão interessadas no trabalho deles. Quando entrarmos nessa segunda fase, direcionada ao setor privado, vamos trabalhar com planejamento estratégico, análise de mercado, propaganda e marketing. O projeto em si ainda é embrionário, mas temos mil possibilidades de atuação no cenário local e estadual”, anuncia.