Você está aqui: Página Inicial > Imprensa > Banco de pautas > Estudantes criam campanha para estimular atitudes cidadãs dentro dos coletivos

Notícias

Estudantes criam campanha para estimular atitudes cidadãs dentro dos coletivos

Intitulado "Busão Feliz", projeto foi criado por estudantes do cuso de Design Gráfico do Campus Recife busca mudar comportamento dos usuários do transporte coletivo na capital pernambucana
por publicado: 20/04/2016 17h01 última modificação: 20/04/2016 17h01
Exibir carrossel de imagens Estudantes pregam a gentileza nos ônibus

Estudantes pregam a gentileza nos ônibus

Estimular a solidariedade dentro dos coletivos. Com essa ideia, o estudante Pedro Izídio, do curso de Design Gráfico do Campus Recife do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), desenvolveu uma atividade na disciplina de Relações Interpessoais da graduação. Ele não imaginava que a ideia iria render tanto sucesso a ponto de, junto com outros colegas de sala, transformá-la no projeto Busão Feliz, que ganhou espaço nas redes sociais e hoje começa a se refletir em pequenos gestos no dia a dia de usuários do transporte público na Região Metropolitana do Recife.

 Hábitos simples como não empurrar o outro na fila de ônibus, dar o lugar para uma pessoa idosa ou pedir para segurar a mochila de um passageiro que está em pé são incentivados através do projeto, que utiliza as redes sociais, adesivos, camisas e cartazes lúdicos nos coletivos e paradas para divulgar as mudanças de atitude.

 "O ato de pegar ônibus te ensina que as pessoas perderam um pouco a sensibilidade. Ser gentil chega a provocar espanto, é algo surreal. E, quando você está inserido nesse contexto de um ambiente impessoal, querer a mudança surge como um ato revolucionário”, avalia o estudante.

 O Busão Feliz se originou dentro um ambiente coletivo e por isso seu maior objetivo é estimular boas ações. “Foi por causa do ócio, da rotina fatigada, por entendermos que todos nós, que pegamos ônibus, sentimos na pele o descaso que é, que a necessidade de uma mudança nos hábitos fez-se necessária. Pedimos o resgate à boa educação, já que estamos todos no mesmo barco", desabafa Izídio.

O estudante explica que, com a força e apoio dos amigos, o projeto foi posto em prática dentro dos coletivos desde maio deste ano e foi crescendo de forma bem espontânea. Atualmente, a campanha possui uma comunidade no facebook intitulada “Busão Feliz”, com quase 3 mil seguidores.

 Ele conta que a proposta inicial era imaginar como seria uma viagem de ônibus se as pessoas fossem mais gentis. A partir daí, Izídio e seus colegas passaram a divulgar e a exercitar essas ações. “Por que esperar por alguém se eu posso fazer algo? Esse é nosso estímulo e o que pretendemos repassar com a campanha. Esperamos que as pessoas se identifiquem como agentes transformadores, o que vai refletir numa melhor condição de uso do transporte público”, complementou o estudante.

 Para saber mais sobre o projeto acesse: http://migre.me/qLLPM