Você está aqui: Página Inicial > Todas as notícias > Acesso aos campi do IFPE e da UFRPE, pela Rodovia PE-33, no Cabo, será construído

Notícias

Acesso aos campi do IFPE e da UFRPE, pela Rodovia PE-33, no Cabo, será construído

Obra deverá ter início do segundo semestre de 2021, e contará com recursos obtidos através de emenda parlamentar da Bancada Pernambucana
por publicado: 31/05/2021 14h22 última modificação: 31/05/2021 14h22

Na manhã desta segunda-feira (31), foi realizada, de forma remota, uma reunião, convocada pelo Deputado Federal Augusto Coutinho, Coordenador da Bancada Pernambucana na Câmara dos Deputados, para tratar das obras da Rodovia PE-33, viabilizada por recursos obtidos através de emenda parlamentar de bancada.  Os recursos foram pleiteados pelo Governo do Estado de Pernambuco, pelo Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) e pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), e servirão para a construção de  parte da Rodovia PE-33, no Cabo de Santo Agostinho, que dará acesso aos campi do IFPE e da UFRPE.

Estiveram presentes na reunião, além do Deputado, os Reitores José Carlos de Sá (IFPE), e Marcelo Carneiro Leão (UFRPE), a Secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos do Estado, Fernandha Batista, o Secretário de Infraestrutura do Cabo de Santo Agostinho, Fernando Martins, representando o Prefeito Keko do Armazém, o Diretor Geral do campus Cabo de Santo Agostinho do IFPE, Daniel Assunção, além das respectivas assessorias.

O Deputado Augusto Coutinho confirmou o atendimento do pleito apresentado à Bancada Federal de Pernambuco pelo Governo do Estado, pelo IFPE e pela UFRPE. A construção de parte da Rodovia PE-33 viabilizará o acesso tanto ao campus do IFPE, cuja obra está concluída, quanto ao campus da UFRPE, com 65% da obra concluída, e que ainda não pôde entregar finalizada à comunidade muito em decorrência da dificuldade de acesso dos caminhões ao campus para o transporte dos materiais. Coutinho ressaltou, ainda, que os recursos liberados serão executados pelo Governo do Estado, responsável pelas rodovias estaduais.

A Secretária Fernandha Batista disse ser possível concluir o processo licitatório em cerca de 60 dias, e que as obras poderiam, de fato, serem iniciadas logo após passado o período de chuvas na região, por volta do mês de agosto. “Tivemos uma licitação para esta finalidade, há cerca de três anos, mas devido à grande variação de preços na área da construção civil, não é viável retomá-la, sendo mais efetivo realizar novo processo”, acrescentou.

O Reitor do IFPE, José Carlos de Sá, agradeceu ao Deputado e à bancada pelo esforço no atendimento ao pleito. “Ficamos muito felizes com essa notícia. O campus Cabo de Santo Agostinho está pronto, em plenas condições e com uma ótima estrutura. Já fazemos lá algumas atividades, utilizando um acesso provisório, mas o funcionamento completo da unidade só virá com o acesso definitivo pela PE-33. Por isso fazemos também um apelo pela celeridade da obra”, comentou.

Já o Reitor da UFRPE, Marcelo Carneiro Leão, reforçou o agradecimento ao esforço dos parlamentares, e lembrou que vem tentando a liberação dos recursos para a finalização do campus. “Conseguimos uma emenda do relator do orçamento para a viabilização desses recursos, entretanto eles acabaram sendo vetados recentemente. Seguimos tentando a liberação para finalizarmos a construção do campus e, assim, entrega-lo à comunidade pronto para o início das atividades”.

O pedido para a liberação dos recursos via emenda parlamentar de bancada havia sido apresentado pelos Reitores em reunião com os parlamentares de Pernambuco em 1º de outubro de 2020. A reunião contou com a presença de cerca de 20 parlamentares e assessores. Com capacidade de atenderem juntos a até 22 mil estudantes, os campi possibilitarão a oferta de oportunidades educacionais para uma região carente de serviços públicos e beneficiarão empreendimentos já instalados na região e futuros, gerando empregos, renda e fomentando o desenvolvimento.