Você está aqui: Página Inicial > Todas as notícias > Comitê de Enfrentamento da Covid-19 planeja ações para retorno seguro das atividades presenciais

Notícias

Comitê de Enfrentamento da Covid-19 planeja ações para retorno seguro das atividades presenciais

Equipe vem trabalhando na produção de 21 protocolos de segurança para uma volta segura e no tempo certo
por publicado: 21/07/2020 14h55 última modificação: 21/07/2020 14h55

Mesmo sem uma data definida para o retorno das atividades presenciais, o Comitê Emergencial de Enfrentamento do Coronavírus do IFPE tem trabalhado nos últimos meses para que essa volta seja realizada de forma segura e no tempo certo. Atento aos transtornos causados em nível estadual pela Covid-19, o grupo aprovou, em 22 de maio de 2020, um Plano de Contingência, cuja finalidade é assegurar a implementação de ações para enfrentamento à pandemia e redução do impacto originado pela suspensão das suas atividades acadêmicas e administrativas presenciais para estudantes, servidores e comunidade externa.

Segundo Taciana Halliday, psicóloga do Subsistema Integrado de Atenção à Saúde do Servidor (Siass) e integrante do Comitê, o trabalho realizado até agora tem tido ampla participação de gestores dos campi e de especialistas de diferentes áreas de conhecimento no IFPE, o que resultou na construção de 21 protocolos de segurança. “Houve uma formação de um grupo de trabalho, que eu fiquei responsável por coordenar, e que teve representantes de vários campi. Elaboramos o trabalho a partir dos nossos próprios servidores, mas utilizando como referência material produzido por outras instituições, de órgãos de saúde, como a Fiocruz, por exemplo, além de ouvir nossos próprios servidores de áreas como segurança do trabalho, engenharia, nutrição, psicologia, enfim, um trabalho multidisciplinar”, destacou.

A psicóloga também afirmou que ainda não há data definida para o retorno presencial, mas garantiu que o setor de Saúde do Instituto está atento para que a instituição cumpra todas as medidas possíveis de segurança. “Os 21 protocolos foram construídos colaborativamente pelo Siass e representações dos campi. Além disso, todos os equipamentos de segurança que estão sendo adquiridos também foram descritos pelo Siass”, garantiu Taciana, esclarecendo que cada campus tem sua própria realidade e irá implementar as medidas definidas conforme suas necessidades.

Segundo Juliana Andrade, pró-reitora de Integração e Desenvolvimento Institucional (Prodin), o Comitê de Enfrentamento possui um papel importante não somente para a retomada. “O Comitê vem sendo essencial durante todo esse período de pandemia, visto que é responsável por acompanhar e monitorar a situação da disseminação do Coronavírus nas unidades do IFPE; bem como dirigir e acompanhar a manutenção dos serviços essenciais da instituição, sejam as atividades executadas presencialmente, ou aquelas realizadas remotamente”, ressaltou a pró-reitora. A gestora também destacou que a execução do Plano de Contingência é monitorada quinzenalmente pela equipe que integra o Comitê.

O Plano de Contingência também prevê ações a serem realizadas em vários setores do IFPE em três cenários possíveis (positivo, intermediário e negativo). De junho até hoje, algumas ações puderam ser realizadas em cenário positivo em vários campi, a exemplo da distribuição de alimentos provenientes do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) para estudantes do Instituto durante esse período sem aulas, além de outras iniciativas de Assistência Estudantil.

Nota - Em nota divulgada na segunda-feira (20), o Reitor do IFPE, José Carlos de Sá, ressaltou que o IFPE tem trabalhado intensamente para garantir um retorno presencial com segurança para a comunidade acadêmica, mesmo sem datas definidas. “As aquisições necessárias para esse retorno, que englobam mais de 30 itens, como máscaras, luvas, medidores de temperatura, dispensers e tapetes sanitizantes, também já estão sendo providenciadas. O objetivo é implementar as ações tão logo esse retorno seja permitido pelas autoridades sanitárias, de acordo com o cenário vigente. Além dos procedimentos internos, a instituição seguirá protocolos determinados pelos governos Federal, Estadual e dos municípios onde há campi e polos de EaD”, garantiu.

Confira:

>> Plano de Contingência

>> Plano de Gestão de Riscos

>> 1º Relatório de acompanhamento